Sinto muitas vezes que todos procuramos desenfreadamente soluções imediatas para toda e qualquer situação. Queremos tudo no AGORA, cheios de pressa de viver… Queremos poções mágicas cheias de respostas que concretizem as nossas vontades. Queremos mais e mais. E tudo o quanto antes.

Nesta profissão, como em tantas outras, almejamos alcançar sonhos, com base em objectivos traçados com o intuito de dar o nosso melhor e sentir o reconhecimento do esforço, da dedicação e de uma tremenda entrega.

Ja vivi momentos em que recebi presentes inesperados do universo, passei por outras em que ansiava por mais, outras em que estive completamente parada. 🛑

E aqui está… Nunca estamos parados. A arte permite uma evolução constante, até nos momentos em que se está mais tempo fora do palco. Isto porque tudo nos alimenta, nos permite evoluir, nos permite aprender mais e mais. E muitas vezes essa aprendizagem vem de áreas bem distintas, mas que um dia mais tarde farão tanto sentido.

Somos muitas coisas. Como artistas, então, devemos ser muitas coisas e abrir horizontes, sem preconceitos.

HOJE posso dizer que conheço o Mundo e mundos… Posso dizer que tenho uma prateleira recheada de experiências vividas, sentidas, observadas e que me oferecem uma panóplia de ferramentas para cada momento em que estou em palco e pretendo oferecer emoções diferentes.

O segredo?! O PÓ MÁGICO, que é tão simplesmente a GRATIDÃO. Por todo o qualquer momento que nos permite crescer, absorver e lapidar o diamante que cada um de nós tem dentro de si.

Gratidão cria mais motivos para sermos gratos. E no fim, tudo fará sempre sentido!

🔹 G R A T I D Ã O 🔹

por Marina Pacheco

[Fotografia: Kystallenia Photography]